+55 (41) 9983-1657 contato@cplantar.com
Como Plantar
gingseng

Ginseng

Seja bem-vindo(a) ao site cplantar.com, este é o melhor site da internet para você aprender como plantar frutas, flores, ervas medicinais e árvores de toda e qualquer espécie. Trabalhamos com profissionais das áreas de Engenharia Florestal e  Agronomia, por isso garantimos a eficácia das técnicas aqui ensinadas.    Desta vez trazemos algumas informações sobre o Ginseng.

Descrição : O ginseng (Panax sp.) é uma planta utilizada na medicina chinesa há milhares de anos para incrementar a longevidade e a qualidade de vida. O Panax ginseng é a espécie mais estudada e disponível comercialmente dessa planta. Outra espécie, Panax quinquefolius (ginseng americano), é cultivada no meio-oeste dos EUA e exportada para a China.A parte medicinal da planta é a sua raiz de crescimento lento, colhida após quatro a seis anos, quando seu teor global de ginsenosídeo – o ingrediente ativo principal do ginseng – atinge o máximo.

Existem treze ginsenosídeos ao todo. O Panax ginseng também contém panaxanos, substâncias que podem reduzir os níveis de açúcar no sangue (glicose) e polissacarídeos, moléculas complexas de açúcar que fortalecem o sistema imunológico. O ginseng “branco” consiste simplesmente na raiz desidratada, enquanto o ginseng “vermelho” consiste na raiz aquecida no vapor e desidratada.Sabe-se que o ginseng melhora na atuação da corrente sangüínea, fazendo assim uma melhora nas atividades físicas e mentais.

Pesquisadores acreditam que a atuação do ginseng com a vacina anti-gripe melhora a imunidade do sistema contra a mesma.Algumas pessoas acreditam que o ginseng também melhora o desempenho sexual, atuando numa rígida ereção. Esta última ainda sem comprovação científica.

Propriedades : afrodisíaco, antidepressiva, antiinflamatória, antioxidante, bioestimulante, depurativo, diurético, estimulante, fortificante, hemostático, hipocolesterolêmica, hipotensora, revitalizante, tônico.

Indicações : afecção do fígado, afrodisíaco, anemia, bioestimulante, câncer no pulmão, cansaços, capacidade aeróbica, colesterol alto, convalescença, coração, debilidades, deficiência de libido e erecção, depressões, depurativo, diabete tipo 2, disfunção de erecção, diurético, doenças de pele, epilepsia (em combinação com bupleurum, raiz de peony, raiz de pinellia, casca de cassia, raiz de gengiber, jujube fruit, raiz de solidéu asiático e raiz de licopódio), fadiga crônica, falta de energia e de concentração, fígado, fortificante, fraquezas, função imunológica, gripe e resfriado comum/dor, ferida e inflamação na garganta, hemorragias, impotência sexual, indisposições, infecção, infertilidade masculina (3 meses de uso), melhorar a performece atlética, melhorar a vitalidade mental e física, memória, menopausa, pressão alta, próstata, reumatismo, revitalizante, stress, tônico geral.

Modo de Usar :- se standardizado a 10 a 15% de ginsennosídeos: 80-100 mg, 2 a 3 vezes ao dia; – decocção: 2,5 g em 100 ml de água; – pó: 5 a 10 g/dia. –decocção da planta toda ou 3 folhas em 3 copos de água, ferver de 10 a 15 minutos e tomar 3 copos do chá por dia. – decocção da raiz seca ou pó das raízes secas 1-4 gramas por dia; – tintura: 2-3 ml três vezes por dia; Nota: – usar durante duas a três semanas, parar duas semanas antes de usar novamente. – a raiz é usada, preferentemente de plantas com mais de seis anos.

Toxicologia : hipersensibilidade ao ginseng ou aos seus componentes. Doenças agudas, hemorragia, hipertensão, períodos agudos de trombose coronária, hiperestrogenia, taquicardia, insônia, síndromes febris. Gravidez e lactação, glomerulonefrite, indíviduos tensos, nervosos, energéticos, histéricos, maníacos ou esquizofrênicos. Indivíduos que fazem uso de estimulantes, drogas antipsicóticas, tratamentos hormonais.

Efeitos colaterais: Há casos de reações adversas com insônia, cefaléia, nervosismo, diarréia. Em caso dosagem excessiva pode provocar edema, coceira, depressão, vertigem, palpitações, alergias, cefaléia, problemas no sistema imunológico. Raramente, pode causar excitação (nervosismo/inquietação) e insônia. Cafeína (café) com ginseng aumenta o risco de excitação e transtorno gastrointestinal. Pessoas com pressão alta devem usar o ginseng com cautela.

Uso a longo prazo de ginseng pode causar anormalidades menstruais em algumas mulheres. Ginseng não é recomendado para mulheres grávidas ou amamentando. Pode potencializar a ação da glândula pituitária e do hipotálamo, causando reações alérgicas e taquicardia.

 

Profile photo of Fernando Silva
Sobre o Autor

Comentários no Facebook